Quinta, 30 Dezembro 2021 09:56

MIDAS 2.19 disponível!

Escrito por

Novidades desta versão:

[i] Controle de mesas
  - Para bares e restaurantes, permite visualizar mesa disponíveis e ocupadas, tempo de atendimento, e lançar itens rapidamente

[i] Cadastro de múltiplos endereços no cadastro de pessoas
  - Opção de selecionar ou cadastrar novo endereço nas vendas, boletos, entregas

[i] Seleção de intermediador da venda no cadastro de funcionários
  - Ex.: Loja vende pelo Mercado Livre, cadastrar a empresa como funcionário e informar como intermediador, será gerado na NFe/NFCe

[i] Cadastro de chaves PIX no cadastro de pessoas

[i] Permissão por grupo no cadastro de contas
  - Ex: Apenas o grupo C pode movimentar a conta CAIXA

[i] Campos para diferimento (CST 51) no cadastro de tributações

[i] Valor do adiantamento e chave PIX no pagamento do frete no MDFe

[i] Envio de evento de autorização do transportador interessado na NFe
  - Na tela de notas fiscais, aba transportador, ao enviar o evento vai permitir o transportador baixar o XML

[i] Comissão relativa por prazo de pagamento
  - No cadastro de prazo, informar o percentual para multiplicar pela comissão, similar ao cadastro de seção

[i] Emissão de NFSe totalmente reescrita
  - Não vai mais ser necessário os arquivos .ini da pasta NFSe

O MIDAS 2.19 pode ser baixado pelo link:

https://www.contecsistemas.com.br/downloads/file/1-midas-setup

No dia 28/12/2021 foi publicado na seção de informes do Portal Nacional da Nota Fiscal Eletrônica o seguinte comunicado:

"28/12/2021 - ATENÇÃO! Suspensão de regra de validação referente a DIFAL:

A partir de 01/01/2022 a Regra de Validação NA01-20, implementada a partir da NT2015/003, será suspensa.

Assinado por: Coordenação Técnica do ENCAT"

A regra de validação NA01-20 da NFe trata da exigência de informação do ICMS Diferencial de Alíquota (DIFAL) devido para a UF destino, quando operação com consumidor final não contribuinte.

A suspensão da regra de validação atende à determinação do STF que declarou a medida inconstitucional, sem que haja Lei Complementar que regulamente a cobrança, com efeitos a partir de 01/01/2022.

Diante de tal determinação já foi aprovado o Projeto de Lei Complementar PLP 32/21 que regulamenta a medida, e a mesma segue para sanção, mas de acordo com o princípio da "noventena" só poderá entrar em vigor 90 dias após a sua publicação.

O MIDAS por padrão calcula automaticamente o ICMS devido para a UF destino, quando atende as condições em que ele era exigido. As empresas que desejarem remover esse cálculo devem proceder da seguinte maneira:

- Fazer a atualização do MIDAS para a versão 2.18.0.2301, no mínimo.

- Acessar o menu Manutenção -> Parâmetros.

- Acessar a aba "7 Fiscal"

- Desmarcar a opção "Calcular ICMS DIFAL nas operações interestaduais com não contribuinte".

O Supremo Tribunal Federal do Brasil decidiu, no dia 13/05/2021, a respeito do Recurso Extraordinário nº 574.706/PR, que o ICMS destacado na nota fiscal não deve compor a base de cálculo do PIS e da COFINS.

A decisão tem efeito retroativo até 15/03/2017, data em que o tema foi inicialmente julgado.

Em atenção à decisão do STF, ficará alterado no MIDAS o cálculo que determina a base de cálculo do PIS e da COFINS, a partir da versão 2.18.0.2280, e no PDV MIDAS a partir da versão 2.18.0.610.

As empresas usuárias do MIDAS que desejarem manter o cálculo antigo ainda podem fazer isso acessando as configurações a partir do menu Manutenção -> Parâmetros, e selecionando a aba fiscal:

- Abater o ICMS da base de cálculo do PIS/COFINS

Ex: Numa nota fiscal com valor total de produtos de R$ 100,00, alíquota do ICMS de 17,5%, alíquota do PIS de 1,65% e alíquota da COFINS 7,6%:

Cálculo com a opção desativada, sem o abatimento do ICMS:

ICMS destacado na nota: R$ 100,00 x 17,5% = R$ 17,50

PIS: R$ 100,00 x 1,65% = R$ 1,65

COFINS: R$ 100,00 x 7,6% = R$ 7,60

Novo cálculo com a opção ativada, com o abatimento do ICMS:

ICMS destacado na nota: R$ 100,00 x 17,5% = R$ 17,50

PIS: (R$ 100,00 - R$ 17,50) = R$ 82,50 x 1,65% = R$ 1,36

COFINS: (R$ 100,00 - R$ 17,50) = R$ 82,50 x 7,6% = R$ 6,27

- Abater o ICMS desonerado da base de cálculo do PIS/COFINS

Faz o mesmo cálculo, mas usa o valor do ICMS desonerado do ICMS destacado na nota, se houver.

http://portal.stf.jus.br/noticias/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=465885&ori=1

Conforme publicado na NT 2016.003 v2.10, está disponível a atualização da tabela NCM de produtos.

Houve inclusão de 10 códigos NCM e exclusão de outros 10.

Os códigos incluídos podem ser utilizados a partir de 01/10/2021, já os excluídos ainda podem ser usados até 30/11/2021, exceto no caso de NFe de exportação em que a vigência final dos mesmos é 30/09/2021.

Para os usuários do MIDAS basta acessar a opção de menu Manutenção -> Atualizar tabelas, e clicar no botão "Atualizar". Aguardar até que todas as tabelas estejam atualizadas com a versão disponível.

Tabela de códigos incluídos e excluídos, conforme a referida Nota Técnica:

 

Conforme publicado na NT 2016.003 v2.00, está disponível a atualização da tabela NCM dos produtos.

Foram incluídos os NCM, com vigência a partir de 01/07/2021:

- 2903.29.10 - Hexaclorobutadieno

- 2903.29.90 - Outros

- 2903.81.20 - alfa-Hexaclorocicloexano

- 2903.81.30 - beta-Hexaclorocicloexano

- 2903.89.10 - Hexabromociclododecano

- 2903.89.90 - Outros

- 2908.19.16 - Pentaclorofenato sódio

- 2909.30.22 - Pentacloroanisol

- 2909.30.23 - Éteres tetra- ou pentabromodifenílicos

- 2909.30.24 - Éteres hexa-, heptaouoctabromodifenílicos

- 2909.30.25 - Éter decabromodifenílico

- 2915.90.43 - Laurato de pentaclorobifenila

- 2915.90.49 - Outros

- 3808.59.24 - À base de 1,2,3,4,5,6-hexaclorocicloexano (HCH (ISO)), incluindo o lindano (ISO, DCI)

- 3824.82.10 - Que contenham policlorobifenilas (PCB)

- 3824.82.90 - Outras

- 3824.88.10 - Que contenham éteres tetra- ou pentabromodifenílicos

- 3824.88.20 - Que contenham éteres hexa-, hepta- ou octabromodifenílicos

- 3824.99.84 - Que contenham éteres decabromodifenilicos

- 8539.31.11 - Que contenham mais de 5 mg de mercúrio por cada invólucro (tubo)

- 8539.31.19 - Outras

- 8539.31.20 - Outras lâmpadas

- 8539.31.31 - Com fósforo tribanda e que contenham mais de 5 mg de mercúrio

- 8539.31.32 - Com fósforo em halofosfato e que contenham mais de 10 mg de mercúrio

- 8539.31.39 - Outros

- 8539.32.10 - De vapor mercúrio

- 8539.32.20 - De vapor sódio

- 8539.32.30 - De halogeneto metálico

- 8539.39.11 - De comprimento não superior a 500 mm e que contenham mais de 3,5 mg de mercúrio

- 8539.39.12 - De comprimento superior a 500 mm, mas não superior a 1.500 mm e que contenham mais de 5 mg de mercúrio

- 8539.39.13 - De comprimento superior a 1.500 mm e que contenham mais de 13 mg de mercúrio

- 8539.39.19 - Outros

- 8539.39.90 - Outros

- 9018.90.61 - Que contenham mercúrio

- 9018.90.69 - Outros

- 9025.11.11 - Que contenham mercúrio

- 9025.11.19 - Outros

- 9025.11.91 - Que contenham mercúrio

- 9025.11.99 - Outros

- 3003.90.25 - alfa-Agalsidase; alfavelaglicerase

- 3004.90.15 - alfa-Agalsidase; alfavelaglicerase

- 7326.90.20 - Discos próprios para cunhagem de moedas

- 7419.99.40 - Discos próprios para cunhagem de moedas

- 7505.22.10 - À base de niqueltitânio (nitinol)

- 7505.22.90 - Outros

- 8535.90.10 - Comutadores com ampolas a vácuo, sem interrupção de circulação de corrente durante a comutação, para uma corrente nominal igual ou superior a 100 A

- 8535.90.90 - Outros

- 9002.11.11 - Para câmeras fotográficas

- 9002.11.19 - Outras

Ficam extintos os NCM, a partir de 30/06/2021 para exportações, ou a partir de 31/08/2021 para as demais operações:

- 2903.29.00 -- Outros

- 2903.89.00 -- Outros

- 2915.90.42 - SUPRIMIDO

- 3824.82.00 -- Que contenham polibromobifenilas (PBB), policloroterfenilas (PCT) ou policlorobifenilas (PCB)

- 3824.88.00 -- Que contenham éteres tetra-, penta-, hexa-, hepta- ou octabromodifenílicos

- 8539.31.00 -- Fluorescentes, de cátodo quente

- 8539.32.00 -- Lâmpadas de vapor de mercúrio ou de sódio; lâmpadas de halogeneto metálico

- 8539.39.00 - Outros

- 9018.90.92 - SUPRIMIDO

- 9025.11.10 - Termômetros clínicos

- 9025.11.90 - Outros

- 7505.22.00 -- De ligas de níquel

- 8535.90.00 - Outros

- 9002.11.10 - Para câmeras fotográficas ou cinematográficas ou para projetores

Os usuários do MIDAS podem atualizar a tabela acessando o menu Manutenção - Atualizar tabelas.

A SEFIN-RO publicou o seguinte comunicado em seu portal na Internet:

"A partir de 1º de abril de 2021, todo transporte de bens ou mercadorias realizado dentro do território rondoniense, em veículos próprios, arrendados ou contratados, deverá ser acobertado pelo Manifesto de Documentos Fiscais Eletrônicos (MDF-e). Cabe destacar que, nas operações interestaduais, o documento é obrigatório desde 2014.

Em virtude disso, o MDF-e deverá ser emitido nas operações internas por contribuinte:

1. emitentes do CT-e no transporte intermunicipal de cargas; e
2. emitentes de NF-e no transporte intermunicipal de bens ou mercadorias acobertadas por NF-e.

Caso a fiscalização constate que o contribuinte, obrigado ao uso do MDF-e, esteja transportando a mercadoria sem a devida documentação, será aplicada a penalidade de multa de 50 (cinquenta) UPF/RO por documento (art. 77, VIII, q, Lei 688/96).

A obrigatoriedade do MDF-e está prevista no Ajuste SINIEF 21/2010 e na Resolução Conjunta nº 013/2020/GAB/SEFIN/CRE.

Fonte: Gerência de Fiscalização - SEFIN/RO"

A emissão do MDF-e está disponível no MIDAS, na opção Movimentação - Manifesto de Documentos Fiscais do menu principal.

Fonte: https://www.sefin.ro.gov.br/conteudo.jsp?idConteudo=4424

Sábado, 19 Dezembro 2020 09:46

Importante: Atualização do MIDAS Mobile

Escrito por

Está disponível na loja da Google Play uma atualização para o MIDAS Mobile, aplicativo para vendas externas integrado ao MIDAS - Gestão empresarial.

A nova versão está identificada como 2.16.8.280 e é compatível com aparelhos com sistema Android a partir da versão 5.1 (Lollipop).

Para saber qual versão do MIDAS Mobile está usando no seu aparelho basta acessar o menu lateral.

Novidades desta versão:

- Exibição do estoque do item na pesquisa de produtos em modo lista.

- Correção de erro ao informar descontos nos produtos por valor.

- Remoção de dependência com serviço descontinuado mLab.

Como o serviço mLab foi descontinuado, as versões anteriores do MIDAS Mobile deixarão de funcionar a partir de 30/12/2020.

Sugerimos a todos os usuários que façam a atualização o quanto antes, e estamos à disposição para qualquer esclarecimento.

Pagina 1 de 6